Crítica: Moana: Um Mar de Aventuras

snjxi

O filme Moana: Um mar de aventuras, é vivenciado por uma “princesa” bem diferente das outras que já eram apresentadas nos filmes anteriores, neste a princesa mostra que mulheres, podem ir muito além do que dizem. É notório que o papel da mulher não é apenas fazer comida e cuidar da casa, ela tem os mesmos direitos que um homem.

Moana Waialiki é uma jovem muito corajosa, filha do chefe de uma tribo localizada na Oceania, vinda de uma longa linhagem de navegadores. Quando criança, ela tinha uma vontade imensa de ir para o mar que sempre chamava sua atenção. Seu pai, o chefe da tribo não a deixava ir muito longe e em direção do mar, pois ele tinha um certo trauma que aconteceu no passado, mas o perturba todos os dias.

moana_147383069900

Outra personagem bem presente é a avó de Moana, que vivia contando histórias para ela quando era pequena e que ao contrário de seu pai, ela adorava o mar, então a maioria dos contos era relacionado ao mar e a própria neta que era a “escolhida pelo mar” para enfrentar e ajuda Maui o semideus muito forte com tatuagens que se movimentam durante o decorrer da história.

Ao crescer Moana quer descobrir mais sobre seu passado e tentando ajudar sua família e mudar o destino de seu povo, investigando profundamente seu passado para descobrir mais a vida de seus ancestrais, que são habitantes de uma ilha mítica que ninguém sabe onde é.

moana-childhood-animated-movie-heroines-39638858-500-499

Para seguir seu grande sonho de descobrir mais sobre seu passado e ancestrais, a jovem segue em frente para o mar aberto e conhece ele, o lendário Maui e enfrenta o mar aberto e terríveis criaturas marinhas, descobrindo histórias do submundo que nem imaginava que existia.

“Moana é uma princesa bem diferente, uma heroína em um filme de aventura”, afirma Ron Clements, um dos diretores e roteiristas.

A trilha sonora se encaixa perfeitamente com as ações que acontecem durante o filme e o musical deixa com um toque de emoção, como se os espectadores embarcassem e vivessem essa aventura. A previsão de estreia deste filme nos cinemas brasileiros é no dia 5 de Janeiro de 2017.

Direção: John Musker e Ron Clements

Produção: Osnat Shurer

Produção executiva: John Lasseter

Distribuição: Walt Disney Studios Motion Pictures

Por: Izis de Fátima Teixeira Guerrero

COMENTÁRIOS